25.9.09

TONALIDADES

3 comentários:

CSilvério disse...

Não há dúvida que a Madalena já identificou o seu "ponto de vista" preferencial. O da câmara fotográfica. Bonitas fotos que, suponho, devem revelar as boas recordações.

Madalena disse...

Trata-se do registo de um nascer do sol onde o rio Cunene faz fronteira com a Namíbia, fotografada do lado de Angola, na província do Nanibe.
O Belo deixa sempre em mim uma marca indescritível e inesquecível, quer se revele através da natureza quer do "engenho e arte" da humanidade.

Madalena disse...

Mas tem razão, Carlos. Os meus registos visuais e mentais transfiro-os muitas vezes para as fotografias, tentando captar, como amadora que sou, momentos de rara beleza que, pelas várias dimensões que encerram, não se agarram na película. Mas ficam como imagens de memórias. Como meus pontos de vista, claro.