20.2.10

VERDES SÃO OS CAMPOS

Verdes são os campos,
De cor de limão:
Assim são os olhos
Do meu coração.













Campo, que te estendes
Com verdura bela;
Ovelhas, que nela
Vosso pasto tendes,













De ervas vos mantendes
Que traz o Verão,
E eu das lembranças
Do meu coração.













Gados que pasceis
Com contentamento,
Vosso mantimento
Não no entendereis;













Isso que comeis
Não são ervas, não:
São graças dos olhos
Do meu coração.

Poema de Luís de Camões, Verdes são os campos

7 comentários:

Malena disse...

Mi querida Madalena: Es un precioso poema de Camoens que no conocía.

Es una pena que siendo dos paises hermanos haya tanto desconocimiento entre nosotros.

Gracias por darme a conocer tanta sensibilidad.

Mil beijos e mil rosas.

Soberano Canhanga disse...

Oi Madalena,
Vim rever os peomas e cores e agradecer o comentário no meu www.olhoensaios.blogspot.com
Tb aprendo contigo e, ainda bem que assim o é.
Não me contento com a simples observação. Gosto de partilhar o que vejo e o que oiço... O que aprendo dou aos outros e com eles aprendo tb.
Bjos

Soberano Canhanga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AFRICA EM POESIA disse...

GOstei deste verde.
Adorei fotos de Angola..


um beijo

Maripa disse...

Lindo o poema de Camões e lindas as fotos que o acompanham.

Bem haja pela sua visita e palavras gentis.

Beijinho,Madalena.

EMPRESÁRIA DE SUCESSO disse...

Lindo poema,também gosto do "eterno" poeta Camões
Belas fotos!
Desejo-lhe uma boa semana, bj

Madalena disse...

Obrigada, meus simpáticos e estimados visitantes, leitores e comentadores, meus queridos amigos, pelas gentis palavras que me deixam e que me inspiram e me movem.
Um abraço.