10.4.10

O JARDIM

"Que doce Vida levo aqui neste lugar!
Maduros pomos me cercam a balouçar;
Voluptuosos cachos, qual miragem,
Na minha boca em vinho se desfazem;
Os damascos e os pêssegos, curiosos,
Para as minhas mãos se estendem, ansiosos;
Tropeço nos melões, meu passo erra,
Enleado em flores caio por terra."

What wondrous life is this I lead!
Ripe apples drop about my head ;
The luscious clusters of the vine
Upon my mouth do crush their wine ;
The nectarine and curious peach
Into my hands themselves do reach ;
Stumbling on melons as I pass,
Insnared with flowers, I fall on grass.
Andrew Marvell, The Garden




2 comentários:

Lisarda disse...

Hermosos verdores entre os outros cores!

Santa Cruz disse...

Menina; Me desculpa porque eu sempre trato as mulheres por meninas tenham elas a idade que tiver. lindo poema o Jardim,também escrevi o jardim dasminhas flores,adoro escrever para os meus amorese minhas eternas flores amores afamilia eternas flores,as minhas amigas verdadeiras.
Um beijo
Santa Cruz