25.4.10

GOSTO














Gosto dos troncos das árvores, robustos, rompendo a terra onde enraízam a vida, gerando copas fecundas.
Frementes de seiva, são eixos que esgalham  ramos sem rumo, rendilhando de traços o céu e cobrindo a  terra de húmus.

1 comentário:

Observador disse...

E não é de gostar?