29.8.10

SE EU ME SENTIR SONO

“Se eu me sentir sono,
E quiser dormir,
Naquele abandono
Que é o não sentir,

Quero que aconteça
Quando eu estiver
Pousando a cabeça,
Não num chão qualquer,

Mas onde sob ramos
Uma árvore faz
A sombra em que bebamos,
A sombra da paz.”

Fernando Pessoa, Se eu me sentir sono




2 comentários:

Madalena disse...

Em homenagem às árvores, às florestas, à vida, à beleza, à paz e à poesia de Fernando Pessoa.
Em homenagem aos meus lugares e jardins encantados.
Em homenagem aos que mos disponibilizaram.
Em homenagem aos meus Avós, que "pousaram a cabeça, não num chão qualquer", mas sim sob as árvores enraizadas bem perto deste lugar.

Campista selvagem disse...

O local parece calmo,talvez esquecido, por desencanto ou com algum prupósito.
PORQUE SERÁ?