17.10.11

NEVOEIRO

Nem rei nem lei, nem paz nem guerra,
Define com perfil e ser
Este fulgor baço da terra
Que é Portugal a entristecer...
(.../...)
Ninguém sabe que coisa quer,
Ninguém conhece que alma tem,
Nem o que é mal nem o que é bem.
(.../...)
Tudo é incerto e derradeiro.
Tudo é disperso, nada é inteiro.
(.../.)

1 comentário:

Campista selvagem disse...

É mesmo assim que os nossos(des)governantes querem o povo, sem visão alguma para futuro...