28.11.10

DESPERTAR

Acordei a noite
No meu corpo deitada.



Lenta e estremunhada
Sacudida e rejeitada,
Afastou-se no silêncio
E deixou-me a madrugada.


4 comentários:

Observador disse...

Sempre imagens de uma beleza extraordinária.

E o que escreve, é da sua autoria?
Se é está de parabéns.

Os (bons) sentimentos transmitem-se com poucas palavras.

Madalena disse...

Obrigada, Observador, pelas palavras e apreciação.
E o que escrevi, é da minha autoria, sim. Quando não é, identifico o autor.
Abç.

Zé Povinho disse...

Um acordarlento e silencioso, bem ornamentado com bonitas imagens.
Abraço do Zé

I.B.G. disse...

Nice blog. I liked it! You should visit and follow my blogs. Thanks..

http://antalya-magnificent-city.blogspot.com/

http://tulparturkdunyasi.blogspot.com/